Ferramenta de Pesquisa

Foi instalada oficialmente nesta quinta-feira (22) a Frente Parlamentar para Debater Ações de Desenvolvimento Ecônomico-Social e Preservação do Mato do Júlio e da Casa dos Baptista. Aprovada na sessão de terça-feira, a Frente foi proposta pelo vereador Marco Barbosa, aclamado presidente do grupo de trabalho. Participara da reunião de instalação os vereadores Fernando Medeiros, Nelson Martini, Alcides Gattini, Jack Ritter e Rubens Otávio, e mais de 30 representantes de associações de moradores, entidades e partidos políticos.

Marco Barbosa lembra que a Frente Parlamentar tem objetivo de contribuir em um debate sobre o melhor aproveitamento da área onde está localizado o Mato do Júlio. “Diferente do que tentam vender por aí, não queremos atravancar o desenvolvimento da cidade. Queremos participar do debate, contribuir e fazer valer o que diz a legislação ambiental e o zoneamento do Plano Diretor para aquela região”, frisa. “Questões pessoais não contam nos trabalhos desta Frente. Vai prevalecer o que diz a lei”, complementa. 

Entre os encaminhamentos desta primeira reunião estão as solicitações que serão encaminhadas ao Executivo para que envie documentos aos vereadores, como o projeto apresentado pelos herdeiros da área ao governo municipal, atas de reuniões da Prefeitura com a temática do Mato do Júlio. Também será solicitado um estudo da Metroplan sobre o local.

A tentativa de barrar a criação da Frente Parlamentar durante a sessão de terça-feira também foi comentada na reunião. Jack Ritter destaca que era uma tentativa de impedir a participação a comunidade na discussão. A fala foi reverberada por  Rubens Otávio. “Queriam impedir que vocês, comunidade de Cachoeirinha, participem dos debates sobre o futuro deste patrimônio histórico, cultural e ambiental da cidade”, comenta. Nelson Martini agradece a participação no primeiro encontro e Alcides Gattini reforça a importância da pauta. “Que nas próximas tenha ainda mais pessoas da comunidade participando”, torce. Fernando Medeiros garante que a estrutura da Câmara estará disponível para todos os trabalhos da Frente.

Representando a Associação Amigos do Parque da Matriz (Amipam), Julio Cesar Rosa, frisa que a população do bairro quer conhecer o projeto para saber o que se pretende fazer naquela área. Já o presidente da Federação de Entidades Ornitófilas do Rio Grande do Sul (Feors), Nelson Arrué, frisa que há uma linha de área de preservação permanente (APP) que precisa ser cuidada e que são necessários estudos técnicos bem embasados antes de qualquer projeto. Para João Evangel, representante do Coletivo Sementes, é necessário discutir o conceito de desenvolvimento que, segundo ele, hoje é tido apenas como ocupação de espaços. Membro da Associação de Preservação da Natureza do Vale do Gravataí (APN-VG), Deoclécio Charão lembra que o Município tem obrigação de fazer um levantamento sobre a fauna e flora existentes no Mato do Júlio e que um possível projeto para a área precisa unir desenvolvimento e sustentabilidade.

O arquiteto Tarso Rocha comenta que qualquer projeto que se apresente hoje para o Mato do Júlio deve ser indeferido. Segundo ele, o Município chegou a iniciar um estudo em conjunto com os proprietários, mas não conseguiu concluir e um apontamento foi feito para que a análise seguisse junto aos planos setoriais do Plano Diretor, o que também não foi feito. Conforme o engenheiro, é preciso ter um diagnóstico da área, que ainda é privada.

A Frente Parlamentar tem novo encontro marcado para o dia 5 de setembro, às 18h30min, na Câmara de Vereadores. 

 

 

Associações e entidades presentes

- Associação Amigos do Parque da Matriz (Amipam)

- Associação dos Moradores dos Bairros Imbuí e Mauá (Abim)

- Associação de Preservação da Natureza do Vale do Gravataí (APN-VG)

- Associação de Engenheiros, Arquitetos e Geólogos de Cachoeirinha (Agea)

- Associação dos Moradores Vizinhos e Amigos do Mato do Júlio

- Coletivo Sementes

- Liga das Mulheres de Cachoeirinha

- Federação de Entidades Ornitófilas do Rio Grande do Sul (Feors)

- PSL

- PSOL